Eu Conheço Alguém Que Morreu de Tanto Amar!

Eu te amo...

Mas, melhor do que eu possa querer amar você, Deus te ama ainda de uma maneira muito melhor do que a minha, pois te ama + do que o amor que eu, pessoalmente possa crer ser o + perfeito!

Ele entregou Seu Filho a ti e a mim por amor, e para isso, se entregou, morrendo por todos os nossos pecados, grandes e pequenos.

Você não precisa de + nenhum acessório para querer a Ele, em sua vida:basta reconhecer que,como todo ser humano,necessita desse amor que Ele lhe ofertou,na cruz.

E, a partir desta simples atitude,você será como eu sou: amada com um amor + do que perfeito!


Um pouquinho de mim para ti...

terça-feira, 29 de setembro de 2009


Meu coração é uma gaveta


Meus ideais estão todos guardados,
pois não posso,ainda,usá-los;
então,os coloquei em uma gaveta
Em uma gaveta com meu nome,
e que só minha chave abrirá...
Meus ideais não são inúteis,
apesar de não poder usá-los,
mas servem como consolo
para todos os sonhos que ainda não se realizaram...

Dentro da gaveta com meu nome
Só Deus pode ver meus ideais
Do lado de fora da gaveta,todos sabem que os tenho...
Mas,do lado de dentro,só Deus e eu os conhecemos.

Ah,se a minha chave respondesse
aos que lhe pedem conta dos meus dias...
Talvez quisesse ela revelar os meus segredos,
mas está destinada a me pertencer somente,
sem boca para falar...
Se minha gaveta descobrisse o valor
daquilo que guarda,
quem sabe tentaria mudar minha sorte...
Mas somente o Senhor é o dono do meu destino...

Meus ideais me valem de estímulo(pérolas escondidas)
para continuar vivendo em razão.
Deus me leva para voar


Meu coração
É um passarinho aflito
Que tem asas mas não aprendeu a voar ...
Então, por não saber voar,
Este coração se utiliza das mãos da tinta
Para encontrar seu próprio horizonte ...
As palavras são o meu infinito,
pois com elas não conheço
Meus próprios limites...
Descobri que meus pensamentos
São as asas que não tenho
E que, com eles, posso voar
Sem pensar jamais em parar ...
Quando pouso em terra firme
É porque se faz necessário
Mas o que mais gostaria
É que Deus me concedesse um sonho:
Em que eu estivesse voando
Como uma águia
Bem alto, mais alto,
Até alcançar a Ele
Em sua morada ...

Meu coração é um pássaro
Querendo voar alto ...
E encontrar os teus braços
Para nunca mais ter
De voltar ...

Dificilmente alguém poderá sentir-se pleno e realizado se contar apenas com o que outra pessoa possa lhe oferecer,seja esta doação no campo emocional,pessoal ou profissional.
Alguém pode contentar-se com esse tipo de circunstância,mas apenas por um tempo poderá conformar-se a ela sem achar(ou perceber)que está perdendo,e não ganhando tempo!
Muitas vezes,e as vezes por um tempo demasiadamente grande,a maioria das pessoas acaba sendo enganada por esse tipo de equívoco sutil do inimigo,o diabo;enquanto se adequar às situações de dependências humana,o ser humano jamais conseguirá ter sensibilidade suficiente para discernir que precisa sair desta dependência e concentrar-se em uma busca única e exclusiva em Deus!
Todos querem estar protegidos por uma outra pessoa,que possa responder às suas expectativas de ideal de pessoa,que lhe garanta uma determinada segurança,seja ela advinda de uma parceria pessoal,psicológica(de alma)espiritual,etc...O problema não está em se buscar um companheirismo,pelo contrário,isso é parte da característica de todo aquele que quer viver bem,em comunidade,em comunhão;o erro está exatamente no sentido inverso:se alguém estiver condicionado apenas e tão somente em um relacionamento em que um dá sempre mais do que recebe,ou se,erroneamente pensar que outra(s)pessoa(s) lhe devem obrigação o tempo todo,ou ainda se alguém monopoliza sempre,algo precisa ser revisto,e de preferência,bem rápido!
O Senhor Deus não conta com isso para abençoar,mas nos perdoa,sim,se reconhecermos que estamos agindo errado,e se quisermos fazer a correção da rota,aí então é que seremos mais do que vencedores em Cristo!
Deus quer que sejamos sábios,e possamos,então ,compreender o sentido real das dificuldades pelas quais passamos;talvez passemos por algumas situações sem nem mesmo prestar atenção que poderíamos nem mesmo estar nelas...
O que quero esclarecer(para mim mesma também)é que nós mesmos,muitas vezes estendemos o tempo das tribulações,e por um tempo exageradamente maior do que,na verdade,seria se tivessemos,antes,tido perspicácia(vinda dos céus)para anulá-las,debaixo da autoridade de Deus,em oração!
Deus quer que tenhamos sabedoria para lidar com as mais difíceis situações,para administrá-las no poder e na força que Deus supre;mas não quer que sejamos derrotados por nossa falta de sensibilidade em ouvir a Sua Voz!
Vulneráveis,sim,mas fracos nas debilidades,jamais:esse é o querer do Senhor,para nós!

(Efésios 6:10,11)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009


Dissolveram-se as frases feitas
que,prontas,esperavam serem chamadas
para tornarem-se de efeito.
Dissociaram-se os motivos argumentativos
que,exaustos,descansavam,na espera
de alguma voz que os fizesse ser pretexto.
Romperam-se os vínculos,os nós dos vícios perfeitos
das exigências pessoais,
que estreitavam os passos,
mas somente para um caminho perfeito:
entre o ideal e o exíguo...
Desfizeram-se as fórmulas mágicas
das preposições e conjunções adversativas
em que a síntese é o princípio,e não a causa

Desuniram-se palavras,e verbos...
Para dar lugar aos versos
verdadeiramente infinitos e belos,
onde os corações poderão,então,
expressar tudo o que até agora
não puderam falar mais simplesmente...

domingo, 27 de setembro de 2009

Saudade

Saudade...Uma palavra que define o amor,na dor que uma ausência provoca...
Mas,seria simplificar demais a saudade,se a resumíssemos em uma palavra apenas,não é mesmo?
O sentimento de ter uma saudade é o sofrer na dor que não acaba,pelo simples fato de que a pessoa da qual sentimos falta não está perto e,por mais que tentemos não lembrar,para não sentir a dor,a presença de um sorriso,de gestos e palavras expressadas,nos impedem de conseguir esquecer...
Esquecer é algo que alguém que ama não consegue compreender,pois quando amamos não queremos esquecer:queremos lembrar,por mais profunda que seja a dor,por mais que machuque o peito,e a alma,nós queremos lembrar,e pensar,recordar...e chorar,ao perceber que tudo é somente lembrança de algo que não voltará jamais...
Saudade também é uma frustração. É algo que mostra a nossa impotência diante de fatos irreversíveis da vida;a saudade é dolorida porque ela mesma é a causa da ferida da perda não cicatrizar e,além disso,será companhia constante em nossa vida,nos fazendo sentir sozinhos,mesmo em meio à multidão.
Quando sentimos saudade de alguém isto também significa que sentimos saudade de nós mesmos:do que fomos,e até do que poderíamos ter sido...
A saudade não passa,apesar dos anos,nem diminui,por causa da distância,ou da ausência,mas aumenta,à medida que lembramos que o tempo fez com que ficassemos juntos,um dia..


sábado, 26 de setembro de 2009

Autoridade:direito ou poder de mandar. Capacidade,poder.
Influência de uma pessoa sobre as outras.
Identidade:qualidade daquilo que é idêntico.Identificar:tornar ou declarar idêntico;considerar duas coisas como idênticas. Achar,estabelecer a identidade de.Tornar idêntico a outrem;assimilando-lhes as idéias e os sentimentos;assumir a índole ou a natureza de outro.Conformar-se,ajustar-se.
Estabelecer:tornar estável.Dar existência a.Determinar.Dar forma estável. *(dar)equilíbrio:estado d um corpo que se mantêm sobre um apoio sem se inclinar para nenhum dos lados;moderação,boa proporção.

Se observarmos o sentido literal de cada uma destas palavras,e nos aprofundarmos no significado que cada uma delas contêm,perceberemos algumas indicações que nos mostram que somente a Igreja do Senhor Jesus pode utiizá-las com exatidão e propriedade,se levarmos em conta que Ela(a Igreja)traz em si todas estas palavras como conceito de vida,e não como teoria.
O que chamará a atenção e atrairá o olhar do Senhor para nós como sua noiva será o fato de sermos Igreja em seu caráter de essência.Como nos portamos para com Ele,individualmente...Se buscamos usar com diligência a autoridade que nos concedeu;se temos tido identificação com o caráter Daquele que é nosso Salvador...Se temos procurado o equilíbrio necessário para estabelecer o reino de Deus nesta terra...
Isso tudo nos torna à semelhança e imagem iguais ao de nosso Deus.Nos tornamos um com Ele,quando deixamos que nos molde com suas próprias características.
O mundo só se renderá a Jesus se nós,seus seguidores,assumirmos,em nosso caráter,o Seu próprio.
As pessoas ao nosso redor só entregarão seus corações a Cristo se verdadeiramente perceberem em nós a autoridade,e a identidade Dele,em nossas vidas.
Jamais confessarão ao Senhor Jesus como Salvador se não observarem que em nós(sua Igreja)Jesus não é Senhor!
Temos permitido que nosso Senhor salve vidas através de nós...E,será que temos deixado que Ele,o Salvador do mundo,seja Senhor de nós mesmos,seus filhos?

"...Temos,porém este tesouro em vasos de barro,para que o
a excelência do poder seja de Deus,e não de nós."
(II Coríntios 4:7)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009



Ser ou não ser(será?)


Há uma pergunta em meu coração...
Quem seria eu,se não fosse eu mesma?
Sou assim porque me acostumei a ser como sou...
Mas,será que não poderia aprender quem não sou?
Se é costume,há ainda um escape:hábito não é vício...
Hábito é inclinação para fazer tudo do mesmo jeito;
vício é defeito e imperfeição!
Há muitas perguntas em meu coração...
Se eu desejasse não ser como sou
Será que poderia ser quem não sou?
Os momentos e as circunstâncias nos fazem
ser quem somos e também transformam
quem gostaríamos de ser ou de ter sido...
Então,novamente me pergunto:
Seria possível que,se não fosse o que sou
Seria o que não sou?
Ou não?
Sei não...

Precisamos uns dos outros.
Necessitamos do carinho e da ternura presentes no sorriso amigo de nosso semelhante.
Deus criou o homem porque achou importante a sua companhia,e percebendo que este também iria achar importante a condição de estar acompanhado de alguém igualmente importante,lhe providenciou a mulher.Podemos observar nessa providência que,mais do que tudo,a mulher foi criada para ser companheira,fazendo companhia ao homem,e não para serví-lo sob um subjugo,como pensam alguns.
A compreensão de que somos(e fazemos)parte uns dos outros(e por isso necessitamos desta comunhão)virá quando começarmos a zelar pela amizade ainda com mais cuidado. Só assim,compreendendo o que o Senhor quer que comprendamos,é que seremos sábios e maduros para que o Seu Amor se derrame ainda mais sobre nós...
É interessante essa palavra:amizade. Ela tem um som singular ao ser pronunciada:emitindo-a,parecemos estar fazendo uma conjunção,abreviando outras duas palavras igualmente importantes:amor e,verdade;juntas,unidas uma à outra pela letra ''z'',se falamos assim,parecemos estar dizendo algo parecido com:amizade...
Na verdade,amizade é isso mesmo,não é mesmo?
Amor,de verdade,é um amor com uma amizade duradoura e contínua,e é por isto que necessitamos cada vez mais uns dos outros!

(I Samuel 20:17;20:41)

Precisamos uns dos outros

João 15:26
“Quando,porém,vier o Consolador,que eu vos enviarei da parte do Pai,o Espírito da verdade,que dele procede,esse dará testemunho de mim...”
Sabe quando tu tens um amigo querido,alguém que é íntimo teu e muito amado por ti?
Sabe,amigo é alguém que sabe tudo de ti,e assim mesmo gosta de ti;apesar dos teus erros,te ama,pois para ele,pouco importa,não quer dar ênfase aos desacertos,mas aos teus acertos!Assim é um amigo pessoal e amado.
Pois bem,sabe quando esse amigo chega de surpresa,e você fica muito alegre,e não vê a hora de contar tudo à ele:o que passou quando estava longe,as dificuldades e novidades...E é tão bom quando a casa está toda arrumada,aí você pode curtir mais o tempo com o amigo,e não fica constrangido porque está tudo uma bagunça.
Um amigo querido quando chega em nossa casa é sempre uma surpresa boa!
Pois Jesus disse que Ele seria isso tudo!Por isso,aqui neste versículo está claro:Ele é o amigo que veio:o Consolador!E,diferente da tristeza que podemos sentir,ao vermos nosso amigo ter de ir embora,esse Amigo,aqui,Jesus,nunca vai nos deixar!Veio para ficar dentro da casa,que somos nós!
E eu tenho uma notícia ainda melhor para te dar,meu irmão:pouco importa para Ele se a casa está desarrumada,Ele veio para te ajudar a pôr a casa em ordem,não para te constranger se a casa está suja ou desorganizada;Ele veio para acertar as coisas!
(Versículo 22 ao 24)
Se eu estiver doente e for ao médico(o Pastor ora,eu oro,mas se a enfermidade persiste,preciso ir ao médico);pois bem,se o médico constata a doença,fazendo o exame clínico,e me diz o que eu tenho,o médico é culpado,por eu estar doente?Ele apenas diagnosticou o que eu já tinha,para me ajudar a ser curada.
O consolador veio para nos mostrar o mal que já tínhamos,Ele apenas nos aponta o caminho para a cura,para a libertação,para a restauração. Mas,muitos dizem:'Ah,mas depois que eu comecei a vir à Igreja,as coisas não mudaram,pioraram,porque antes estava tudo normal'.Usam até uma expressão que alguém que se crê cristão não deveria usar nunca: “pior”...
As coisas mudaram,sim:você agora passou para o time daquele que não perde jamais,e o que te perdeu não vai desistir de ti;mas JESUS também não desiste de ti,antes,te ajuda a resistir as provas. Não tira elas da tua frente,apenas te mostra quais os obstáculos que,antes,por estar cego,não via!
Antes não era tudo normal,o que acontecia é que eras um derrotado,sem saber,e agora,o diabo quer que pense que você continua sendo. Lembre-se:o diabo é pai de quê?mentira!
Você é filho de Deus!Jesus está contigo,e mais do que o nosso amigo mais querido,Ele nos amou a ponto de morrer,de tanto amor por nós!
(Cap. 16,versículo.:22)
O Consolador é aquele Paracleto,aquele que está ao lado,ajudando-nos a carregar o fardo!
Mas,como um perfeito cavalheiro,se você optar por andar só,não vai te obrigar a aceitar Sua Companhia. E,se você for para longe,ainda assim permanecerá te amando,apesar de não poder te amar mais de perto...

Os olhos contemplam o espelho
as marcas no rosto sugerem os anos
que ficaram na expressão
como prova das circunstâncias
pelas quais o homem passou:
dor,sofrimento,alegria,decepção,surpresas,
constrangimentos,frustrações,mágoas,
desapontamento...
Impotência diante da vida,
felicidade,saudade...
Os lábios refletem-se no vidro à frente
O vidro,que transmite,aparentemente,
o mesmo ser que nele se observa,
mas apenas comparação inferior
de quem vê somente o exterior do ser
Se o espelho pudesse gritar,
se lhe fosse atribuída vida interna,
gritaria,esbaforido,ao notar o interior
daquele que nele se contempla
As máscaras,presas à face,
máscaras que as pessoas buscam
umas nas outras para conseguirem,
ao menos assim,suportar a estranha
chamada vida
que a si mesmos se impuseram
como amiga + íntima,
amiga de toda a existência
O espelho concorda com o olhar
parado,que examina o ser...
E a vida segue.
A vida(sem Cristo) é o espelho:
é breve e um dia,embaçada demais
para continuar existindo,desaparece...

quinta-feira, 24 de setembro de 2009


Porque sempre achamos que,para estarmos fortes,necessariamente,temos de estar bem,em vitória,progredindo,ou avançando em algum processo?
Existe no mundo um conceito equivocado de força;a maioria das pessoas conclui,por si mesmas,que só estarão(ou ficarão)fortes quando conseguirem vencer um desafio ou ultrapassarem o maior obstáculo... Quando,na verdade,você só se sentirá realmente forte "ao passar pelo vale"...
Enquanto estiver andando pelo vale da sombra e da morte,automaticamente estará enfrentando todos os medos,terrores,temores e as mais variadas situações(possíveis e impossíveis aos olhos humanos)e,ao final,perceberá estar menos fraco do que antes disso!
O propósito de Deus,através do desafio em nossa vida,não é nos fazer cair,mas provar que conseguimos continuar de pé mesmo quando somos confrontados com nossas próprias limitações e debilidades.
Se estamos "fortalecidos demais para enfraquecer",podemos cair,sim,mas no engano maligno de considerar a nós mesmos como superiores aos demais:e na verdade é exatamete o oposto:ao nos encontrarmos fracos(mas na mão do Senhor)é que nos colocaremos em um nível de humildade a ponto de considerarmos aos outros como grandes,e a nós,como pequenos... Devemos achar nosso semelhante como alguém superior a nós,e não o contrário.
A sujeição advinda de um relacionamento de intimidade com o Senhor também proporciona,como resultado,uma força sobrenatural,através da comunhão com Ele pela sua Palavra e por meio das orações(como ter a fortaleza de Deus em nosso próprio espírito,se formos servos de nossa alma e corpo?).
Portanto,a afirmação de que vitórias consecutivas é que trazem,como consequência,a força,muito provavelmente é improcedente;pois,se observarmos que,por muitas vezes,nossos fracassos e derrotas pessoais é que nos ensinam a nos arrependermos...E assim,nos fortaleceros suficientemente,para que não sejamos,então,nunca mais derrotados!

"Então Ele me disse:
A minha graça te basta,
porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.
De boa vontade,pois,mais me gloriarei nas fraquezas,
para que sobre mim repouse o poder de Cristo.
Pelo que sinto prazer nas fraquezas,nas injúrias,nas perseguições,
por amor de Cristo.Porque,quando sou fraco,
então´é que sou forte."
II Coríntios 12:9,10

Deus não nos criou para errarmos,nem tampouco para a morte.
Pelo contrário,sua expectativa a nosso respeito foi tanta que nos deu a autonomia necessária para que,debaixo de sua proteção,vivessemos bem(Gên.:1:27,28)como também nos proveu de tudo aquilo que pudesse ser suficiente para satisfazer-nos...
Apesar de ser esta a idéia,a de que DEUS é parcialmente bom e parcialmente mau,a causar certo incômodo(a ponto de incidir diretamente em nossa comunhão com Ele)afetando-nos sobremaneira,podemos refletir mais sobre ela,para então concluírmos,se é de fato,verossímil.
Quando nos sobrevêm as dificuldades,as adversidades,que surgem como que do nada e por vezes se multiplicam;quando tantos problemas acontecem ao nosso redor e,ainda,pior do que tudo isso,fatalidades nos atingem,é natural definirmos que estamos sozinhos e desamparados...Isso provoca em nós,não somente desespero,mas também frustração e abatimento.
Em determinados momentos da vida aparecerão em nossa mente indagações,interrogações que,talvez,por muito tempo,se mantiveram obscuramente escondidas dentro de nosso ser,mas que nem por isso merecem indiferença de nossa parte,ou serem consideradas inoportunas,por martelarem o nosso consciente.
As respostas que todos procuramos,a comprensão real dos fatos que nos acometem,o profundo e o escondido de tudo o que nos ocorre...Talvez não nos seja permitido saber agora,mas quando estivermos frente Aquele que nos criou com o mais profundo amor...
Mas há algo compreensível em tudo isso:Deus está no comando de tudo! Não porque Deus seja,um ser complexo,ou porque exerça um tipo de sistema ditatorial de domínio,em que por um somente,são impostas as regras e aos outros cabe o dever obrigatório de cumprí-las;Deus não é um tirano que exige-nos obêdiencia à custa de opressão ou co-ação!
Como um pai imagina ao conceber um filho,assim Deus sonha que seja,conosco...
Como um pai se compadece em ver a dor de um filho,em meio ao sofrimento,Deus Pai tem compaixão de nós,e sofre,ao ver tudo pelo que passamos...Porque não foi para isso,nem por isso,que nos criou(João 3:16).
O destino para o qual Deus nos criou foi a vida,e ela com abudância(João 10:10)e também,vida eterna!E o quer que aconteça,esta é a meta traçada pelo Pai,para nós!
As trevas poderão surgir;a obscuridade do pecado persiste,em avanço,no mundo e,consequentemente,em parte,pode nos atingir,mas nada vai nos fazer parar de crer no Senhor!
Porque,apesar de sermos nós os "parcialmente bons e parcialmente maus"(sim,porque Ele é perfeito,e nós,em parte:I Coríntios 13:10;12)sempre teremos acesso ao abraço amoroso e paciente de nosso Pai...
E assim,envoltos no calor do Seu Eterno Amor,um dia obteremos todas as respostas para tantas e tantas perguntas nossas...

Deuteronômio 29:29

O mais profundo de mim


Não sou Paulo,nem sou Silas,mas me encontro também,dentro de um cárcere interior(essas duas palavras podem parecer ambíguas,mas em meu relato,o sentido delas é literal...
É como se minha alma se mantivesse incógnita,permanecendo,assim,encarcerada;como se lá no fundo do meu ser(no mais profundo de mim mesmo)ela gritasse...
Mas,como não pôde ser ouvida(tamanha é a força,impregnada,na sustentação das paredes)um grito parecesse um gemido,um sussurro quase que inaudível...Um lamento solitário,no meio do vazio que ecoa a tristeza...
Porém,dentro deste cárcere existem duas janelas,pelas quais a minha alma pode contemplar uma luz(e por onde chega até mim essa luz vinda de fora). Essas duas janelas deixam transpassar meu lamento,em forma de lágrimas,pois refletem tudo o que se passa dentro de mim...Essas duas janelas são meus olhos..
Por fora,sou silêncio e espera,mas por dentro,sou inquietatude constante...
Aguardo,impacientemente(insatisfeito dentro de mim)que aconteça um impacto capaz de abalar e estremecer a aparente sustentação das paredes que tentam me manter aprisionado;pois meu anseio é conseguir me libertar! O que mais desejo é ouvir que alguém me diga:
"Não te faças nenhum mal... Crê no Senhor Jesus!!!"
...E então me entregarei a Jesus,a luz que me contempla.
Entregarei a Ele todos os susurros,a dor intensa,o choro e o lamento;e, através desse portal que me dá acesso a Ele,me deixarei conhecer...

Permitirei a Ele que descubra o mais profundo de mim.
E,ainda se depois disso,restarem lembranças do cárcere,saberei,em meu íntimo,que um companheiro me fez livre!
Alguém especial,que se fez escravo e servo,por amor a mim,para que eu pudesse me aproximar,conhecer e desfrutar,da verdadeira liberdade!
João 8:32 diz:
...e conhecereis a verdade,e a verdade vos libertará!

(Ao meu amado Jesus,obrigado!)

quarta-feira, 23 de setembro de 2009


As flores não falam (será?)

As flores não falam ...
mesmo quando exalam seu perfume
não nos dizem tudo
Poderiam expressar o que elas,
se pudessem falar.
Seu querer eu traduzo: querem ser,
ainda que abstrato, o brilho
Mais Resplandescente de uma casa

Querem ser a mais bela rosa

O aluno que ofertou uma mestra sua, na escola
Querem ser o objeto encantador
que atrai todos os olhares
para um vaso de flores
na janela de uma casa
Querem ser o melhor presente
Receber Deseje que alguém ...
O mais escolhido, e colhido, dos amores,
Dentre os antigos e os que ainda
nem pensaram
em paquerados ser ...
As flores ...
Querem ser o único prêmio, bilhete premiado
daquele que contempla, na vitrine da Floricultura
da Esquina, o que vai ofertar um alguém
nenhum dia dos namorados ...


Teoricamente falando,todo nós sabemos o que devemos,e o que não devemos fazer,para que sejamos felizes. Mas,na prática,tudo se mostra um pouco diferente do que podemos (achar)conhecer na teoria,e também,não poucas vezes,muito mais complexo.
As situações da vida muitas vezes nos surpreendem de tal forma que até aquilo que parecia facilmente administrável por nós se torna,na prática,algo por demais complicado,e confuso...e,por conta das muitas tribulações,que tentam a todo custo nos atingir,acabamos quase esquecendo de nós mesmos,e sem que possamos perceber,deixamos de buscar também a Deus!
Mas,você sabe qual o propósito real das aflições pelas quais passamos?
Nos tornar mais verdadeiros! Nossas palavras se tornam ainda mais profundas,nossas atitudes,mais reais,e o que falamos,sentimos intensamente,e, por isso,com mais verdade! O que falamos,sentimos de verdade!
Para que a teoria possa,verdadeiramente ser aplicada de forma menos difícil em nossas vidas,é preciso praticá-la,na intimidade,com Deus!
Muitos podem achar terem encontrado os meios corretos e definitivos de se chegar à felicidade,e talvez até afirmem habitar com ela...Quando, na verdade,a única forma de alguém ser feliz(etenamente)é:estar em Jesus Cristo!
Este,sim,veio para estar ligado intimamente com os homens,e morar para sempre dentro de seus corações!
Para Ele,aquilo que era (ou seria) por demais difícil e complicado,se torna,Nele,muito mais fácil...


"O valor das coisas não estão no tempo que elas duram,
mas na intensidade em que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis!"
Fernando Pessoa
As flores não falam(será?)
As flores não falam...
mesmo quando exalam seu perfume
não nos dizem tudo
o que elas poderiam expressar,
se pudessem falar.
Seu querer eu traduzo:
querem ser,ainda que abstrato,
o brilho
mais resplandescente de uma casa
Querem ser a mais bela
rosa que o aluno ofertou
a sua mestra,na escola
Querem ser o objeto encantador
que atrai todos os olhares
para um vaso de flores
na janela de uma casa
Querem ser o melhor presente
que alguém deseje receber...
O mais escolhido,e colhido,dos amores,
dentre os antigos e os que ainda
nem pensaram
em ser paquerados...
As flores ...


Querem ser o único prêmio,
bilhete premiado
daquele que contempla,
na vitrine da floricultura da esquina,
o que vai ofertar a alguém
no dia dos namorados...

Visceral

Nunca foi tão difícil exprimir idéias próprias
Todos tem opinião formada,
reformulada, para tudo
Há todo tipo de sugestão formal
para as teorias pessoais...
Não há gosto,para o que é,apenas:desgosto!
Par onde foi a essência?
O conteúdo,
o visceral,
o complexo magnífico chamado ser humano?

Se sobrepôs a aparência
Não vale mais o sabor

das discordâncias inteligentes que conduziam os debates...
Se interpôs,como sobrevivência,a futilidade não original
...E a transparência da verdade
ficou em segundo plano...
Para alguns,está extinta a cultura poderosa das palavras...
Ainda bem que ainda restam os outros,
os que não se contentam com o minímo
antes,preferem o máximo de tudo...

terça-feira, 22 de setembro de 2009

"a profundidade de um olhar...
silencia a voz
apaga o gesto
pára o tempo..

a profundidade de um olhar..
solta a verdade
mostra o sentimento
solta a emoção..

a profundidade de um olhar..
magia que vem
de dentro
grito da alma
no silêncio do olhar."

"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar."

( Leonardo da Vinci )
"As palavras estão cheias de falsidade ou de arte;
o olhar é a linguagem do coração."
( William Shakespeare )

sexta-feira, 18 de setembro de 2009


Amar
Que pode uma criatura senão,entre criaturas, amar?
amar e esquecer, amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados, amar?
Que pode, pergunto, o ser amoroso,sozinho, em rotação universal,
senão rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,o que ele sepulta,
e o que, na brisa marinha,é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?
Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante,
e amar o inóspito, o áspero,um vaso sem flor,
um chão de ferro,e o peito inerte,
e a rua vista em sonho,
e uma ave de rapina.
Este o nosso destino: amor sem conta,distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor
à procura medrosa,paciente, de mais e mais amor.
Amar a nossa falta mesma de amor,


e na secura nossa, amar a água implícita,e o beijo tácito, e a sede infinita.
(Carlos Drummond de Andrade)

quinta-feira, 17 de setembro de 2009


Aquilo que é contrário
é contraditório
é ilusório sem saber que é


Aquilo que é amável
é amigável
é cego, sendo notório
visível, sem saber que é

é pernicioso
é perigoso,
doloso, mas corremos o risco
mesmo sabendo o que é.


Aquilo ao qual negamos
é propositado
(é camuflado)
mas não dissimulado...
é,mas sem saber que é …


Quem sabe tudo,afinal,não sabe
não,o que é...




Ah,se pudesse trocar tudo de lugar!
Mas,sem mexer no que é imexível
(Deus é imexível)
E tentando insistentemente
diferenciar tudo o que é tão
comum
lugar-comum
monótono
medíocre
volúvel
vulgar
simplório
simplista
e igual...!
Ah,o que sei é que é
quase impossível conviver com o insuportável jeito
de tudo sempre do mesmo jeito!
Nascimento
crescimento
casamento
envelhecimento
e o tédio
da morte...
Ah,mas enfim,
mesmo depois,se você teve uma vida assim,
após todo um marasmo existêncial...
algo interessantíssimo Jesus reservou
para o aparente final:
algo maravilhosamente diferente:
a eternidade com Ele!
Ah,se a eternidade fosse o lugar de se abrir os olhos
e a vida fosse(a morte)de olhos fechados!
Seria assim:
nasceríamos eternos,
sem jamais enxergar ou chegar no nosso fim
!

Os príncipes da vida
nunca se descobrem de todo
para que não se perca o hábito
de acharmos que os superiores
nunca tendem a errar
Mas,a tendência humana é,mesmo
a imperfeição,tanto constante quanto soturna
que nos embebe a alma,
de maneira a confundir-nos em nós mesmos...
Obsequiar com nossa própria essência?
Inútil travar luta dessa forma,
pois traz,no âmago,sua fúria
obstinada em perder-se na incoerência
O profundo do ser,no entanto,
é inescapável às circunstâncias
que o fazem esmorecer,para então
se voltar novamente à raíz original dele mesmo:
O ser que tende a ser:ser...
Não ser perfeito,nem totalmente completo,
preenchido ou satisfeito,
apenas ser...
Ser que poderá errar ali adiante
Ser que talvez não acerte o tempo todo
Ser que poderá não suportar a própria dor
(dor que talvez lhe acompanhe como amiga + íntima...)
Ser que é passível de insucessos
Ser que desconhece
o definitivo acerto
daquilo que quer para si;
simplesmente o ser: comum
a todos os seres
Ser que nessita ser socorrido
uma e + uma e ainda
uma outra vez...e que,mesmo assim,
sendo ser,sabe-se dependente sempre do outro;
ser que tende a desconfiar
que pode cair em alguma
vírgula...
Ser que levanta depois dela,
pois a vírgula não é o ponto final.
Ser...Não sempre príncipe,
mas,as vezes,pode ser...
Jamais ser inútil e vazio
Nunca desprovido de ser:
mais e melhor do que
poderia ter sido...

Instantaneamente
Como revelar o incógnito
Como desvendar o desconhecido?
Se apresentar e dizer:
“Bem-vindo”?


Como deixar assim ser tão simplista
o que é por demais sofisticado
(para não ter de dizer:disfarçado)
de nobreza,pureza,indiferença?


Como descobrir todos os segredos,
se os mistérios dentro em mim são tão reais?


Como decifrar os códigos,enigmas e cifras
profundamente
sem que se perturbe a superfície
de uma aparente paz?
Como se faz?
Existe uma verdade
Escondida sob as palavras
Escritas e expressadas
Em meio a tantas e tantas frases
Belas frases explicadas

O verdadeiro sentido,
o profundo valor do que é intenso
está contido,
nos lábios que não falam...
Mas os versos traduzem o que parece
ser desconhecido
ou obscurecido

É bem verdade que isto está relacionado
às entrelinhas,
aos parênteses,
às aspas,
às reticências,
ao subentendido...
Mas...
Não significará jamais
que uma verdade está sempre camuflada
dissimulada,
premeditadamente falsificada
Ela está esperando(quieta,porém latente)
que as metáforas sejam decifradas pelo intéprete da alma...
...O coração!

Não é possível contradizer-se a si mesmo
Quando a resposta à verdade te chama
A dizer o que você sente...







às aspas


Quando eu era criança meus sonhos eram tão meus...
Podia até mesmo tocá-los,sentí-los,apalpá-los,
carregá-los em meu peito sem que ninguém os roubasse de mim
Quando eu era criança pensava que tudo
iria ser sempre tão bom;
era assim que eu entendia a vida...
As rosquinhas que minha mãe fazia para o café da tarde...
As frutas fresquinhas que meu pai vendia às clientes
e as que sobravam sempre eram levadas à mesa...
As brigas de meus pais...,
que duravam um pouco de tempo
Mas eles se amavam tanto depois delas!
Os presentes comprados com carinho,e com o suor do trabalho

Cada irmãozinho que nascia
Era,para mim,como + um presente de Deus
Que ia ficar para sempre conosco...

Quando eu era criança quase ninguém morria
E quem morria era sempre os bem mais velhos...
Meus sonhos de infãncia ainda continuam lá,e aqui também...
Guardados em meu coração...
Quando eu era criança meus sonhos eram meus
e eram tudo...
o que eu não sabia
sobre a vida!

O voo é tranquilo quando o vento me impulsiona a prosseguir adiante...

Descoberta


Sofro,porque me descobri...
A verdade revelou quem sou
E o fez implacavelmente
Não peguntei a ela se queria que me revelasse
Não exigi verdade alguma sobre mim
Não cobrei dela que falasse nada!
Então,porque agiu desta maneira
perversamente ridícula?
O vínculo que nos prende
não o desata ninguém:
o elo que nos une é um só:
o confronto.
Eu,sem ela,sou farsante
ela sem mim,acabará.
A verdade me colocou cara a cara comigo mesma
Me espelhou o exterior para refletir o interior.
Ela age assim com todos
os que não querem ser covardes,
pois os covardes preferem ficar
de costas para si mesmos!
(e por isso,jamais saberão,na verdade,quem são...)

quarta-feira, 16 de setembro de 2009


Teoria Sem Prática

Alguns pensam que seus conceitos próprios
Sobre os sentimentos alheios
Estão totalmente corretos e claros...
Quando,na verdade mais profunda das idéias
Um coração só pode saber de outro coração
Ao senti-lo perto...
Próximo,mais que junto,lado a lado,
menos distante e ausente,e mais concreto do que
é apenas pensamento...
Algumas pessoas subentendem teorias
que se refletem no seu dia a dia
como prática,talvez comum e rotineira:
fazem as coisas serem tão importantes,
mais do que urgentes,
muito mais do que seriam,
se apenas e tão somente emergenciais...
Não importa o contexto similar:
É sempre tudo a sua maneira...
Existem,no entanto,os que diferenciam
o sentido de viver e de amar:
Vivem na liberdade
de nem mesmo 'estar' na sua própria coerência
ou exatidão,
ou,nos termos perfeitamente corretos da razão:
são os incompreendidos:
os que tem,simplesmente um coração...

Será que todos nós,cristãos,estamos conscientes e maduros suficientemente para compreender,de verdade,a responsabilidade que carregamos dentro de nós,e também exteriormente,ou seja,para as pessoas ao nosso redor?
Talvez entendamos bem muitas outras coisas...Talvez pensemos além do que convêm,sobre nós mesmos,e nem tenhamos parado para pensar,para compreender melhor,o que o Senhor espera de nós,na qualidade de Pai para com seus filhos.
O questionamento que me faço é se temos tido (na realidade diária e prática como seguidores de Cristo)eficácia;se temos exercido o nosso papel de maneira a causar um impacto,ao menos parecido,com aquele que a Igreja primitiva causou em sua época.
Obviamente,não necessitaríamos recorrer a esse tipo de comparação se não estivessemos tão aquém do que poderíamos ser!
Hoje,muitos dos que professam a fé em Jesus Cristo,também foram,alguns anos atrás,também mais fervorosos,dinâmicos e com iniciativa. Muitos foram defensores ferrenhos de uma luta radical(e nem tão sábia assim,mas esse tópico vamos deixar para lá...)contra uma certa “ameaça tecnológica” que se aproximava,assim como se aproximava uma dita “modernidade”,que atingiria-os em sua fé,atrapalhando,supostamente,sua comunhão com Deus e fazendo,então,com que ficassem frios e distantes Dele...
Verdade esclarecida:nada,nem ninguém terá poder tão grande que interfira desta forma em nossa comunhão com Deus,se estivermos cientes da Verdade Maior que carregamos em nosso interior:o Espírito Santo, parâmetro e limite que temos ao nosso alcance e à nossa disposição,sempre.
Mentira enganadora:por conta de um cuidado extremoso para com tudo o que,se supunha ser oposição a Deus(a televisão,e o futebol,por exemplo)nosso povo se perdeu em seu próprio ponto de vista,e nesta falha,acabou,de fato,esfriando!
Mesmo combatendo o que propagavam ser,em sua concepção,como ultrajante (por ser moderno) esqueceram de um princípio,básico,e muito mais importante: nossa luta é contra principados e potestades! E,por isso,nosso combate é verdadeiro (e nobre,e louvável,se for assim);acabaram sendo distraídos por mais uma de tantas armadilha carnais...Já nos advertia,há milhares de anos,o profeta Jeremias,no capítulo 17 e verso 9...
Não devemos,portanto,distorcer o modo de ver do Senhor,fazendo parecer como se fosse o nosso,pois Deus nunca disse que queria que fosse assim! Pelo contrário,seu desejo é que aprendamos:
Com os profetas,a coragem em meio aos desafios;com os discípulos,a fragilidade do ser humano.mas que,agregada a uma fé genuína,o torna ousado e atuante;e com Seu Filho,Jesus Cristo,que: abnegação e sujeição significam poder e autoridade,mas também um amor incondicional por todas as pessoas...
Torno agora a perguntar de uma outra forma:
Temos,hoje, sido diferentes,em meio à tudo o que é comum?
Temos tido intrepidez para ousar onde outros sequer tentaram?
“Tentativa(você pode dizer)não é fato”; mas uma tentativa sempre poderá se tornar algo concreto,se a olharmos como um privilégio concedido por Deus (ao que quer vencê-la) para transformá-la em um FATO!
Um vencedor é aquele que,até mesmo na pior dificuldade,vê uma grande
oportunidade de se tornar um valente...e assim,ele se torna,
verdadeiramente,um herói!
(I Samuel 17:34 ao 37)



Um cenário surpreendente é descortinado diante de nossos olhos(e coração)quando lemos o cap. 17 do evangelho de João.
A Palavra de Deus é integralmente maravilhosa,e tem esse poder de nos causar um impacto ainda + profundo:não só quando a lemos,mas quando nos incluímos na cena descrita por ela...É mesmo indescritível a sensação que temos ao percebermos que a Bíblia pode ser assim,tão vívida,e tão atual,para nós!
Ali,em completa e absoluta comunhão com o Pai,Jesus nos ensina o que é,realmente,ser humilde,e sujeito.
Uma definição da palavra “servo”,no dicionário,é justamente: “aquele que pertence a um senhor”.Uma outra definição diz: “o que não tem a livre disposição da sua vontade”.Quem melhor poderia se encaixar nestas duas referências de servo,senão o próprio Cristo?
Jesus é hoje Senhor porque se considerou a si próprio como servo;como alguém que se interpôs,pôde servir,literalmente,pois deu a si mesmo em nosso favor,quando éramos pecadores alheios ao seu amor...
No Jardim do Getsêmani,em meio à angústia,e dor dilascerantes,entre a pressão da morte física,que se apresentava próxima,e o terrível peso do pecado da humanidade,Jesus se entregou ainda + ao Pai.
Toda a nossa expectativa à respeito do que poderia ser o Cristo foi satisfeita e consumada ali,naquele jardim...Que se fez sombrio e escuro,tal como a agonia da própria morte.
Em meio ao abandono,por parte dos discípulos,a traição e o horror da morte iminente,Jesus nos surpreende não somente pela abnegação e completa sujeição ao Pai,mas também porque foi ousadamente submisso àquilo que tinha propôsto em seu coração:ser fiel a Deus até a morte.
Quando olhamos o panorama geral da oração feita por Ele ao Pai,somos constrangidos pelo Espírito...
O próprio Filho de Deus,em todo o diálogo,revela-nos o quanto reconhece a autoridade divina:Ele diz:
“...os que me deste;a obra que me confiaste;dou a eles a tua palavra;tu me enviaste e amaste;a glória que me confiaste...”O nosso Mestre nos instruí,se submetendo a autoridade do Pai,sem a questionar.
Cristo diz no II versículo do cap.17: “Assim como lhe conferiste(ao Filho)autoridade sobre toda a carne,a fim de que Ele(Cristo)conceda a vida eterna a todos quanto lhes deste.
Conferir significa:ver se está exato.
Autoridade significa:direito ou poder de mandar;representante do poder público.
Jesus não usou de nenhuma autoridade que Ele mesmo tinha,senão a que o Pai conferiu a Ele...E por isso é que venceu...Compreendeu?


O Tempo Irá Dizer "Eternamente"



Pode ser que o tempo diga:
Onde...
Pode ser que o tempo fale:
Como?
Pode ser que o tempo mostre:
Quando...
Pode ser que o tempo pergunte:
Porque?
Pode ser que o tempo insista:
Quem?
E então,você irá saber
a resposta correta
de todas as perguntas
aparentemente sem respostas:
o tanto,o quanto,o muito,o sempre,
o não ter porque...
de Deus amar você!

O Tempo Irá Dizer "Eternamente"



Pode ser que o tempo diga:
Onde...
Pode ser que o tempo fale:
Como?
Pode ser que o tempo mostre:
Quando...
Pode ser que o tempo pergunte:
Porque?
Pode ser que o tempo insista:
Quem?
E então,você irá saber
a resposta correta
de todas as perguntas
aparentemente sem respostas:
o tanto,o quanto,o muito,o sempre,
o não ter porque...
de Deus amar você!



O amor, para algumas pessoas, pode ser um acessório:
algo para se ter junto, ou perto...
Mas a essência do amor é ser
complemento,
para suprir o que falta:
e ser completo,
então, dentro e não apenas fora...
O amor, para alguns, pode ser apenas acessório:
algo para se ter por perto...
Mas a essência do sentimento
do amor é ser
complemento:suprir o que falta...
Ser dentro, completo, e junto,
e não apenas longe
ou por fora...
O amor verdadeiro
não pode ser
somente acessório,
mas quer ser
complemento;
pois a essência do amor(sentimento)
é ser: completo, e suprir a falta.
Ser, portanto, dentro e junto
e nunca apenas por fora...